Entrevistas

Pai presente: Participação @instapaisefilhos

Oie!! Hoje não disse “meninas”, pois o Marcelo do @instapaisefilhos disse que papais também lêem o blog e como hoje ele quem conta sua história, vai um “oie” para todos! rsrsrs

Marcelo é um papai presente que você percebe em poucas linhas o quanto ele ama e cuida do seu Felipe. Papais participando da criação dos filhos é essencial para a formação desses nossos futuros adultos e quero que sua visão de pai seja exemplo para muitos que acham que cuidar de filho é só papel da mãe.

“Oi Louise e leitores, obrigado pela oportunidade de contar um pouquinho minha paternidade.

Eu e minha esposa Michelle quando nos casamos em 2007 éramos muito novos (eu, 25 e Michelle 23),  então decidimos juntos que iríamos curtir o casamento antes de ter filhos.

Trabalhamos muito, viajamos e conquistamos alguns objeFullSizeRendertivos profissionais e pessoais. Após 7 anos de casados, sentimos que estava na hora de deixar de ser um casal e formarmos nossa família. Para nossa surpresa, no segundo mês após suspender o anticoncepcional, a Michelle engravidou e a partir daí nossa vida começou a mudar.

Foi uma gestação muito saudável e tranquila, graças à Deus. Na gestação eu sempre dizia para a Michelle que eu não iria fazer nada de tarefas com o bebê como banho, comida, cuidados… apenas brincar com ele (realmente eu pensava assim na gravidez). Mas quando vi aquele rostinho na sala de parto minha vida mudou!

O Felipe nasceu pélvico, então a primeira coisa que vi quando o médico estava retirando ele foram as pernas, mas quando vi seus olhos meu coração mudou! Prometi a mim mesmo naquele momento que seria um excelente pai e que sempre estaria ao seu lado! Dizem que nasce uma mãe quando a mulher engravida e somente nasce um pai, quando a criança nasce. Pelo menos comigo foi exatamente assim!

A Michelle não precisou me pedir absolutamente nada desde o nascimento do Fefê; sempre fui muito presente e faço questão de participar de cada momento de sua vida!

Como nós dois trabalhamos o dia todo fora, fomos obrigados a colocá-lo na creche desde seus 9 meses em período integral. Confesso que foi dolorido, mas não muito difícil para o papai aqui, mas a mamãe sofreu muito, mesmo sendo nossa amiga a professora que cuidava dele no início. Agora já estamos acostumados a deixá-lo na creche e gostamos, pois ele evoluiu muito tendo contato com outras crianças!

Na parte da manhã a mamãe cuida do Fefê: o acorda, arruma, dá mamadeira e leva para a creche. Neste período tenho uns 10 minutinhos que a mamãe coloca ele na cama comigo enquanto ela se arruma e é um chamego só! Muitos abraços e beijos meu e dele. O Fefê é muito carinhoso!

No período da tarde, normalmente a mamãe serve o jantar, mas depois fica por minha conta, brincamos muito os três juntos, depois dou banho, dou mamadeira, oramos juntos e coloco para dormir! Aos finais de semana, aproveitamos e compensamos o tempo que não temos contato durante o dia. A mamãe trabalha aos sábados de manhã e batizei este período como ´´ nosso momento ´´, momento este que ficamos os dois juntos e reservo 100% da manhã de sábado para ele! O restante do final de semana, curtimos os três juntos!

É muito amor envolvido! Sou um papai babão louco pelo meu filho, hoje está com 2 anos e 2 meses, e adoro compartilhar nossos momentos, experiências, dicas e o nosso dia a dia. Alguns amigos pedem conselhos, trocamos ideias e me sinto um apaixonado pelo universo paterno! Procuro informações nas redes sociais, livros e conselhos de amigos.

Procuramos educar o Felipe juntos e da mesma maneira. Não tem essa de um passar a mão na cabeça dele enquanto o outro repreende por algo que fez errado! É muito dialogo e amor que damos para ele e assim esta sendo sua formação.

Meus pais sempre foram muito amorosos e presente na minha vida. Como sempre queremos dar mais do que recebemos, então tenho certeza que o Fefê será ainda mais amado do que eu fui pelos meus pais!!!

Hoje vivemos uma fase muito ruim, onde muitos não dão valor à família e quero um futuro diferente para meu filho! Meu objetivo de vida é que o Felipe espalhe amor onde ele for e que seja um ser humano que agregue na vida das pessoas que cruzarem seu caminho!

Abraço,

Marcelo.”

 

Previous Post Next Post

Você pode também gostar...

Nenhum comentário

Deixe um comentário